domingo, outubro 19, 2008

AS PONTES DE MADISON COUNTY




"Do whatever is necessary to find happiness in your life, because it happens just once in a lifetime - if you're lucky!"


in "As Pontes de Madison County".


...


Ninguém fica indiferente a este filme. Fez parte da minha noite deste Sábado indeciso entre chuva forte, granizo, trovoada, sol, céu azul...

Impossível não sentir, aplicada à nossa vida, a pergunta 'E se...?'.

A frase transcrita em cima, é da personagem Francesca... um legado de amor aos filhos...

Que filme!
...






... ficaram durante bastante tempo abraçados. E ele murmurou-lhe:

«Só tenho uma coisa a dizer, apenas uma; nunca voltarei a dizê-la a ninguém, e peço-te que te lembres dela: num universo de ambiguidades, este tipo de certezas só existe uma vez, e nunca mais, não importa quantas vidas se vivam.»
...
in "As Pontes de Madison County".

Que livro!




7 comentários:

Henrique Dória disse...

Sem dúvida um belo filme, a provar que o cinema AINDA não está morto.Beijos Nina.

O QUATORZE disse...

Boa Noite
Boa escolha para fazer recordar algo de bom.
Amizade
LUIS 14

Ni disse...

HENRIQUE, O QUATORZE:

É um filme a rever e a rever e a rever...

Henrique... claro que o cinema ainda não está morto. E há filmes eternos, como este de que falei no post, O Carteiro de Pablo Neruda... A vida é bela...

E*TERNOS... que nos fazem ir à profunda verdade das nossas emoções... e sabem a romãs... ou a Roma... ou a groselhas e Paris... ou a café e Florença... ou a beijos e pontes, em Veneza (onde nunca fui... mas hei-de ir!).

Sorrio.
Os sonhos são para se cumprirem. Para darem espaço a novos sonhos.... que se cumprirão...

Sorriso.

Boa noite de lua de palavras soltas...

instantes e momentos disse...

vim conhecer teu blog, Bom muito bom, valeu vir aqui. Bom de ler, de ver, de escutar.
Parabens
Apareça
maurizio

Quase nos 50 disse...

Olá
Obrigada pela visita e acho que descobri uma alma gémea......além do Paulo Coelho eu também adorei este filme porque me emocionou.
Tanto amor e apenas uns breves momentos de encontro.
Um abraço

Alberto Campos disse...

De facto, não tendo lido o livro (e quão feliz sou entre livros) vivi momentos unicos que jamais se repetiram e, quem sabe, tenham sido unicos nas vidas anteriores que vivi. Partilho também, não só o Carteiro mas o poeta da paixão, o poeta dos Versos do Capitão, da Canção desesperada, etc. Neruda!
Realmente são instantes como esses que nos fazem ver o essencial, aquilo mesmo que á vista é invisivel, tudo o que somente o coração sabe transmitir.
Não sei porque escrevo mas como diria Mia Couto: "talvez nunca as minhas palavras sejam lidas, contudo escrevo"

Anónimo disse...

Rosto na Noite

Na tua face
o tempo espalhou
sementes de ternura.
Por elas bordões se iluminaram
de alegria
e portas se abriram para o mar
à tua passagem.
Por elas eu andei toda a noite
à tua volta
no meu pequeno barco,
dentro do quarto
que as derradeiros águas da ausência
haviam inundado.

Henrique Dória