quarta-feira, outubro 10, 2007

«MESMO...»


Foto minha - Valladolid (Agosto 2007)

- Clique sobre a foto para a ampliar -




«Gosto mesmo de ti...». E o sorriso adivinhado, o teu, ao brincares com as minhas palavras, como quem me acaricia o cabelo, a nuca, me beija o pescoço, me morde o lábio ou me conta sobre as espirais do tempo que vê nos meus olhos... «Mesmo, mesmo?». Sei que me sabes até nos silêncios e para além desta minha inabilidade em dizer-te o quanto gosto de ti. «Mesmo...». Como a minha voz de menina, que se torna rouca quando te confessa fantasias desejadas no teu corpo e na tua alma. Em intenso espelho. Em silêncios. Em gemidos. Em nomes que nos inventamos. Em pedidos sussurrados. Em confissões doces quando me despes à pressa. Entre nós há momentos em que a música é a maior verdade. E somos nós que a fazemos. Até ao momento em que a música se torna poema, quando me espraio sobre o teu peito e me curo de todas as dores encastradas no meu...


Ni*, in 'Memórias de um Amor Futuro' (excerto)

8 comentários:

Om-Lumen disse...

Um simples olá mesmo... :-)

Abraço amigo.

Om-Lumen

Maria disse...

"mesmo?"
"mesmo..."

Abraço, Ni

Cleopatra disse...

A alma escreve sempre tão bem.
Tão poucos têm alma.
E dos poucos que a têm...raros são os que sabem escrever com ela.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Esses são os momentos que nos preenchem e que nos transportam pelos dias, mesmo os mais gelados, em que a voz não fica rouca e há um vazio imenso.

Pecadormeconfesso disse...

Lembras-me alguém. Tens letras com dedos como esse alguém que lembro ao ler-te.

Cleopatra disse...

Sabes Ni? Li agora o titulo que vem no fim.."Memórias de um amor futuro".
Para mim são memórias.

Gostei da frase do Pecador:- " Tens letras com dedos.
Eu diria mais......
Tens letras com dedos que acariciam quem queres tocam quem queres... e rasgam as feridas a quem queres...
Escreves realmente c a alma.
BJ

NINHO DE CUCO disse...

Tu és toda alma, toda sensualidade, toda pureza, toda paixão e toda amor. Um amor vivido e recriado, talvez reinventado mas sempre amor.

Rui @t Blog disse...

Lindo, simplesmente lindo o que escreveste.