terça-feira, dezembro 18, 2007

ONDE, O VIOLINO?



Chove...
Mas isso que importa!,
se estou aqui abrigado nesta porta
a ouvir a chuva que cai do céu
uma melodia de silêncio
que ninguém mais ouve
senão eu?

Chove...
Mas é do destino
de quem ama
ouvir um violino
até na lama.


José Gomes Ferreira



8 comentários:

Maria disse...

Obrigada por este poema.
Adoro o José Gomes Ferreira.....

Abraço, Ni
(e um sorriso, pela Vanessa Mae..)

Cleopatra disse...

Ufffffff
Fiquei sem folgo.
Não fora o poema e hoje já não dormia de tanta energia.. de tanta gota de chuva
De tanta música a cair do céu

Ni disse...

MARIA:

José Gomes Ferreira e Vanessa Mae fazem uma mistura emotivamente explosiva...

Sobre o poeta... nem me pronuncio... tal é a minha paixão por ele. Quanto a Vanessa Mae... tenho um carinho especial por esta menina... e pela 'garra' que coloca ao tocar o mais belo instrumento musical, para mim.

Abracinho


CLEÓPATRA:

Recupera o fôlego, menina! :)
Hum... tanta energia...;)

Beijinho

Amaral disse...

Chove como nunca chovera desde que o Verão nos deixou!
José Gomes Ferreira fez da chuva a melodia divina...
Apenas com umas palavras e um violino...

Que este seja um Natal diferente, com saúde e muita compreensão. E que ele faça despertar em todos nós a consciência de que somos, na Unidade, a manifestação individual da Vida.
Para ti, Ni e para os teus filhos um Feliz Natal, cheio de Paz, de Alegria e Amor.

Cleopatra disse...

eheheh...fiquei tão sem Fôlego que engoli letras!!!

Cleopatra disse...

Voltei Fiquei a pensar nessa da energia..Será que sou hiperactiva?
Terei de fazer psicanálise?...;) LOL!

Um Momento disse...

Encantada com o som que acabo de ouvir
E tão belo poema aqui sentir
Mas da chuva não me abrigo...gosto também de a sentir

Ni, um beijo abraçado em carinhos com o desejo de um Santo Natal

Tudo de muito bom desejo a ti , aos teus
Mi*

(*)

Catarina Alves disse...

"Chove..."

Um poema que conheci a algum tempo...e que adoro... por vezes, é tão bom ouvir a chuva cair...

(Surgiu agora de repente várias memórias de alguns dias... :) )

Gostei muito de o ver por aqui...

Beijinho grande...

Catarina Alves