terça-feira, maio 01, 2007

MOTE ALHEIO...




«Dava tudo para te ver, agora,» (1) quando as gaivotas já adormeceram o rio e as canoas, e a ponte é apenas uma pausa, e todas as partidas ficam suspensas. Sentir-te, sem pudores nem indecisões, no ventre partilhado, indomado. Como se as águas doces te trouxessem, com a vontade febril da maré, para ainda mais fundo, em mim. E, depois, dizer-te que o abraço dançado não se aprende senão no embalo que te leva todos os cansaços. E não se nega, esse abraço. Porque salva. Sim, eu sei que as palavras te atravessam como uma memória líquida, mas conjuga-as no presente... e fica no meu olhar, onde antes estava a minha alma.


...
Ni*


(1) Expressão retirada de um texto do CR, no blog 'O ANÓNIMO'.

23 comentários:

**Chronicles Arclight** disse...

belo!
linda escrita
gostei mto msm!

e k bonito olhar seria esse..
há momentos k valem a pena viver no presente
e este é um deles

_____*_*_*_*_______*_*_*_*______
___*_________*___*_________*____
__*____________*_____________*__
__*____________*_____________*__
__*___________Bjos____________*__
___*__Bjos_____________Bjos___*__
____*_________Bjos__________*____
______*___________________*______
________*_____Bjos_______*_______
__________*__________*__________
_____________*____*_____________
_______________**_______________
_______________ *________________

ferreira disse...

Parabéns à Ni e ao Anónimo por proporcionar este raro momentUS de beleza escrita.

Betty Branco Martins disse...

Minha querida Ni

Estou de volta:))

Obrigada pela visita.

Volto mais tarde para te ler e comentar

Beijos com carinho

JM Coutinho Ribeiro disse...

o desenvolvimento é melhor do que o mote:-)

Apache disse...

Muito saudosista, muito sentido.

Rui @t Blog disse...

Sem dúvida, um dos textos que mai gostei aqui.
É fácil senti-lo.

Amaral disse...

Que dizer?...
Um abraço, uma palavra, um olhar...
Faltará alguma coisa mais?...

☆Fanny☆ disse...

Bom regressar ao som desta melodia e embalada pelo sentir das tuas palavras...

Um mote desenvolvido com encantamento e perícia interior de quem conhece os segredos das palavras e do coração.

Um abraço de estrelinhas*

Fanny

Cleopatra disse...

É bom ouvir, ou ler : "Dava tudo para te ver agora!"

Ni disse...

**Chronicles Arclight**:

Obrigada... fico muito contente por teres gostado.
Sorrio... e delicio-me com o 'poema visual', em forma de coração. Muito bonito.

«há momentos k valem a pena viver no presente»

Só no presente, no agora, os momentos 'são'. Todo o viver É neste momento... ou deixa de o ser... e é vida que se deixou ir....

A acção no 'agora', que também o é no 'depois'.... as nossas escolhas... o agir ou não agir.... o dito e o não dito... o caminho que se desvia ou se cruza... no momento presente, determinam o momento futuro....

O tempo é de VIVER, AGORA... e depois e depois e depois...

Ni disse...

FERREIRA:

O CR é um 'escritor de afectos' como há poucos!
E a vontade de escrever a várias mãos surge... irresístível(o mesmo me sucede com a Cleópatra).
O mérito, neste caso, é 99% do CR.

Ni disse...

Betty Branco Martins:

Única... espantosa associação palavra-imagem. Arte pura, a Betty!

Beijinho, querida Betty!

Ni disse...

JM Coutinho Ribeiro:

«o desenvolvimento é melhor do que o mote:-)»
...

Nem nas vírgulas!
Sorriso.

...

Eu e a Cleo estamos a pensar num desafio... ou desafia-nos primeiro?

Ni disse...

APACHE.

Foi sentido, sim... embora... aparentemente sem sentido...
Mas isso já é outra história.

:)

Ni disse...

Rui @t Blog:

Rui... sempre presente, sempre com a benevolência de leitura de amigo.
É bom sentir a tua amizade.
:)

Ni disse...

AMARAL:

Falta... amigo Amaral...
Falta pegar nas palavras e vesti-las de gesto feito...

...
..
.

Ni disse...

FANNY:

Bom sentir-te por aqui!
Para quando o teu regresso à escrita?
...
Fazes falta.

Abraço de vento

Ni disse...

«É bom ouvir, ou ler : "Dava tudo para te ver agora!" »

...
É.
Sem dúvida.
E é bom dizê-lo, ou escrevê-lo... ou simplesmente senti-lo.

Cleopatra disse...

olá Ni... vamos ao exercício engraçado de escrever a 3 mãos?

Terá der ser no BLog do CR.

Vou lá agora..

Tu vens??

O mote dás tu.

Maria disse...

Às vezes fico sem palavras.
Aconteceu agora. Outra vez.

Beijo, Ni.

Filipe Oliveira disse...

DANÇA-ABRAÇO

Se te convido a dançar
teu braço me enlaça,
do jeito que me abraças
me tens cativa, por certo;
e a dança, a céu aberto
se transforma em paraíso.
Tão doce dançar contigo
neste ritmo cadenciado
de dois corações solitários
buscando, na dança-abraço
um encontro infinito.

Maria Teresa Albani

Desassossego disse...

Tão sentido, tão doce... deixei-me levar e que vontade tiveram agora os meu olhos, o meu corpo e a minha Alma....
beijo doce...

Sandrine disse...

tá mesmo tocante =) parabens!!