quarta-feira, março 21, 2007

UM BEIJO NO POEMA



Sei-te
através das palavras
com que vou construindo este dia novo
que agora se levanta.
Inventei-te no espaço exacto
das minhas mãos
desejosas da viagem
no teu corpo.


Dele direi:
este é o meu país por conhecer
onde ergui minha casa
e inventei um amor
nunca antes pressentido.
Visto-me com as cores do dia nascente
e desenho-te um beijo no poema.

...


Ni*



10 comentários:

Rui @t Blog disse...

Muito bonito este poema.
"...Inventei-te no espaço exacto
das minhas mãos
desejosas da viagem
no teu corpo. ..."
Belo.

Maria disse...

Sem palavras.
Lindo, Ni.

Beijo

ferreira disse...

Gostei do desenho do beijo.
Senti-o!
Feliz Primavera para si, também!

Rosmaninho disse...

Ni*, Linda!

Sem dúvida, és poesia!

~*Um beijo*~

Que saudades!*****

Apache disse...

"Visto-me com as cores do dia nascente
e desenho-te um beijo no poema."
Outro para Vossa Excelência!
;)

Desassossego disse...

Tão doce, tão doce...

Um beijo para ti Ni*

Amaral disse...

A poesia é bela quando deixa um brilho nos lábios que a lêem...
Tão simples e rica que apetece beijá-la!...

Cleopatra disse...

Sei-te
através das palavras


no teu corpo.



Dele direi:
este é o meu país por conhecer
onde ergui minha casa
e inventei um amor
nunca antes pressentido.


Acontece a muito boa gente!
Andam é distraídos!

mixtu disse...

desenhar na escrita... deve ser muito bonito e saboroso...
boas cores... vivas embora gosto do cinzento desde que seja com gravata cor-de-rosa ou laranja :)

Marcel disse...

Lindo esse poema...
Só tenho uma pequena dúvida: é de Fernando Pessoa moça????