segunda-feira, julho 10, 2006

FRAGILIDADES


Talvez a vida magoasse menos, nalguns momentUS, se não precisássemos de dizer adeus.

Ou melhor, de o balbuciar, como quem o conjuga de perfil e, da primeira à última sílabas, o compreende na semântica, na gramática, ou num sentido oculto que se resguarda (perdido) nas entrelinhas.


Ni*

5 comentários:

Kanukah disse...

Saudades.... =S...

Beijinhos******

Obrigada...

Nani disse...

"Nunca dizemos adeus às pessoas de quem gostamos... Só se diz adeus às pessoas que não significam nada para nós, e aí não me custa dizer adeus."

Lembra-se?

Talvez a vida magoasse menos, se não precisássemos de dizer adeus, mas é nesses momentUS em que talvez aprendemos mais. Aprendemos se essas pessoas são ou não importantes, aprendemos o verdadeiro significado delas... E por vezes o adeus, por muito que nos custe, é melhor.

À Nina não vou dizer adeus,
digo gosto muito de si, é uma pessoa muito especial e importante para mim e que tenho muitas saudades.

Um grande abraço
e não se esqueça do que me prometeu!


Nani

SPECTATOR disse...

muito bonito!
jinhos!
e até qq dia!

Sophie disse...

"Me deixa contar-te um segredo
Um segredo que me mudou
Me deixa livrar-me do medo
Deste medo que me calou
Me deixa contar-te o que sinto
O que sinto faz tanto tempo
Me deixa roubar-te um sorriso
Me deixa contar-te um segredo"
beijos e boa semana

Cleopatra disse...

Fragilidades? Também as tenho.