domingo, fevereiro 24, 2008

MOMENTO EXACTO


(Fotos de MARTYNAS MILKEVICIUS)


E tudo é tão real como as brumas que abraçam este meu rio de memórias. Como o teu corpo quente, aproximando-se de mim... devagar. Como o teu olhar distraído, que me despe na rua sem pudor. Como a força dos teus braços que me atiram para a cama. Como a tua voz rouca que me confessa fantasias gozadas no meu corpo e na minha alma. Como a forma doce como me despes à pressa. Como os nomes com que me nomeias, à bruta. Como as horas longas e brancas em que nos gozamos. Em silêncio, em gemidos de portas fechadas e translúcidas cortinas. Ao espelho, no brilho dos olhares negros e intensos. Nas gargalhadas da cumplicidade do jogo.
E o que existe nos momentos em que falamos o silêncio e a música dos corpos é a única verdade.
...
Até ao momento exacto em que a verdade se torna poema.
Por ti, meu amor. Por ti.

Ni*, in 'Cartas a um amor futuro'


10 comentários:

Excelsior disse...

Céus...

...tão lindo!, Ni...

Deixas-me...? Ir ao sabor da tua escrita...? :)

...


E na memória de um momento, a realidade é magia, no toque do teu olhar.

Tua Alma é Poema, tua semente de Amor, longa vereda.
Teu sentir, um reluzir. Teu tocar, um envolver.

Teus olhos cor de madrugada contemplam-me, com o brilho de menina que inocentemente me chama. Sombras tornam-se luz nas jóias do teu rosto, ao descobrires em toques, já liberta de pudores, a imensidão oculta do meu desejo por ti.

E sofregamente, procuro tua volúpia. Sorrindo num beijo, num arquear de profundo ensejo.

De mais.

De ti.

De me dar.

A ti.

Num enrolar de línguas que não poupam, que não esperam. Que cantam a melodia das estrelas, nos violinos dos nossos corpos. Num enroscar, entrelaçado, deliciado, de corpos e peles, de aromas e odores, de veludo e pétalas. Num abraço de um instante. Com paladar de Eternidade.

E as horas passam, e num canto que é só nosso, amamo-nos em gemidos e risos, com a Liberdade que é a nossa Verdade.

E na memória que me acalenta os dias... a imagem de ti, no som recordado de um prazer amado... é a Magia-Realidade, que desvanece a ilusão da minha solidão...


...

(Tão lindo o que escreveste aqui, Ni! Como sintetizas, apenas num parágrafo, uma descrição mais profunda, complexa e completa, do que aquela que muitos nem conseguiriam e conseguem fazer, em capítulos e capítulos... o descrever de um sentir/partilha tão real, o reflexo mais exacto que "aqui" se pode sentir, da Luz da Fonte... num Amor vivenciado em Duo-Uno...)

...

Pecadormeconfesso disse...

De uma força erótica brutal.Acordaste inspirada ou a noite inspirou-te. Boa escrita. Sem pudores.

Ni disse...

EXCELSIOR:

Exageras, Excelsior! Exageras...
Escrevi um 'textozito'...
...
Já o teu... bastante bom! Descreves memórias intensas de um modo suave... como mão a deslizar na água...

:D

Ni disse...

PECADOR:

Gosto do erotismo (também) na escrita. Ultimamente tenho partilhado alguns excertos meus aqui. Gosto de dar às palavras a intensidade do que habitualmente se sente e não se diz.... torná-las ruborizadas pelos véus que se lhes tiram... e senti-las, uma a uma, como cerejas doces, carnudas... rubras... convidativas.

:)

Ontem, depois de visitar um blog que recentemente descobri, disse ao autor que as suas 'palavras se bebem com o prazer com que se trincam cerejas.'

Essa é a escrita de que gosto... a que me acorda todos os sentidos e me faz ter vontade de mais ... e mais... :) ...

Excelsior disse...

(...Nós vamos acabar por nos tornar repetitivos...) :P :D

Ni... Se te disser que tive de me refrear de escrever no meu comentário anterior, exactamente para não dizeres que estava a exagerar... não te surpreenderá, suponho. :)

...Nada de "ito", ou "inho", há no que criaste aqui. (Céus, como é que se consegue fazer ver-te isso...?) E se me permites, agora sou eu que digo que é o meu texto que não está à altura... mas ver a maneira como o sentiste, e descreves... "Descreves memórias intensas de um modo suave... como mão a deslizar na água..." Tão bonito...

:)

kambizpascia disse...

Nice blog, i don't stand your language but beautiful image you and your blog.
My actual blog is :
http://kambizpascia.wordpress.com/

OUTONO disse...

Quem me dera, poder abra�ar a causa das tuas palavras, para te dizer ...FOR�A!

Quem me dera , viver o momento �nico da imagem de sonhos, com que me presentei-as...para dizer...�NICO!

Quem me dera, estar olhos nos olhos contigo, para acreditar, no que j� � uma certeza, que o poema � verdade...INTENSA!

disse...

Ni...descobri o teu blog hoje... è fantástico, adoro a tua maneira de pensar e escrever.
Fantástica...vou seguir atentamente..e se me deres autorização ponho o link dele no meu blog.
Beijo

Priscilla Jequitibá disse...

lindicimo
um pouco erotico, mas sem perder o romantismo
voce escreve muito bem!
parabes!

Cabral-Mendes disse...

UF! ESTOU SEM FÔLEGO!

'Cartas a um amor futuro': qual é a Editora? :)