sábado, maio 13, 2006

IMPÉRIO DE HORAS DESIGUAIS



...
... mas a vida só se transforma num deserto que nos grita silêncios quando perdemos o norte. Quando nos falta uma pessoa com quem se invente uma nova - e irrepetível- carta de marear. Para que, aproveitando o seu perpétuo movimento, seja a partir de que norte for, aprendamos a viver dançando com ela...
... transformando cada minuto num império de horas desiguais.

...

Ni*... a falar com os sentimentos e sem argumentos.

13 comentários:

Pescador disse...

em silêncio...
sem palavras...
pois já vivi estas, as tuas...
...
o deserto...
o silêncio...
a perda...
a solidão...
...
a falta...

....

talvez volte a este post...

Abraços docessssss pa ti Ní !!
e um óptimo fm de semana ;-) !!
Pescador

sofyatzi disse...

E enquanto a pessoa certa não chega
Não devemos perder o norte
Porque poderíamo-nos perder
E não aproveitar a sorte
Que temos em estar vivos
De podermos ver o céu
As estrelas e a lua
O mundo dos outros e o teu

El Navegante disse...

Tem que olhar muito bem issa carta, conheço como navegante.
Acho que pode encontrar en algúm lugar secredo de ela, onde fica o teu norte, por onde con certeza, pode tornar mais uma vez o caminho da tua felicidade.
Beijo, cheio de saudades.

Cleopatra disse...

Por vezes não esperamos pela pessoa certa..
Queremos apenas de volta a que julgavamos certa.
Acho que é isso que a Ni quer dizer.

SPECTATOR disse...

pois é!
gostei muito!
jinhos!

lince disse...

Preciso de ajuda!... passa no meu blog. Obrigado.

antonior disse...

Perder o Norte é inevitável....mas, se soubermos olhar e sentir, com o tempo de horas desiguais, aprendemos a guiar-nos pelas estrelas :-)

Gostei de tudo o que vi aqui.

Voltarei

Pescador disse...

voltei...;-) !!
Grande eclectismo musical ;-) !!

(...)

acho que ressacar é isso mesmo ... f
alar com o coração e silenciar a razão... d
ói, não é ...

(...)

isto de vir aqui comentar de manhã cedo e as estas horas tardias tem um inconveniente...
acho que mudaste o titulo a este post, não ????? ... não me lembro é do sono...
vou fazer zzzzzzzzzzzzzzz !!
Uma óptima semana para ti doce vento , azul !!
e um abraço doce ;-) !!

Pescador

alísios disse...

E porque transformar em deserto, silêncio dos sentimentos, do calor, do afagar... a foto, o grande monumento ao amor, o Taj-Mahal, não é meis que esse mesmo deserto transformado em sentimento e demonstração do mesmo. Essa obra prima foi a forma encontrada de dizer o que o amor faz à alma.
Pq um deserto?

Mendes Ferreira disse...

..........mas os desertos são verdadeiros territórios de vida...

são mesmo. conheço bem....


prefiro as tuas palavras....aéreas!


beijo.te.

floca disse...

Uma nova carta de marear...
com sentimentus e argumentus, e lá estará o norte.Apostas?
Fica bem.Bjs

Desassossego disse...

norte...rumo...sentido... busca permanente para sentir vivo o que temos de mais precioso guardado... e só com o outro que procura como nós... partilhar....

Maresi@ disse...

Passei por aki, ataves de alguem em comum! Embora a escrita seja diferente, adorei teu espaço, cheio de frescura e....ansiedade por...
deixo convite para futura visita ao meu Blog, tem la postage nova

Beijo co sabor a Maresi@