terça-feira, janeiro 17, 2006

PODIA...



...
«(...) Podia escrever, como se nunca tivesse escrito nada antes de ti.
Deixar florescer em palavras a Luz que escorre dos meus olhos,
e tansborda em pássaros soltos,
ao encontro do teu nome...

(...)


E iria procurar-te no reflexo do espelho que reúne as gotas da lua...
Aquele, onde a minha alma se desnuda e encontra a tua.
Podia...
Trocava um teu segundo por todo o tempo do mundo.
Talvez numa outra noite, ou num outro dia!
Quando souberes ler o jardim de ventos suaves e (e)ternos
que há em mim...(...)»

Nina
*

8 comentários:

Amaral disse...

O teu jardim continua florido, cheio de cor, de magia, de doçura. O teu jardim é um manto eterno que vive "por todo o tempo do mundo"…

wind disse...

Tão bonito e poético:) Keep going;) beijos

Fernando Gonçalves disse...

Por vezes a gente encontra lugares onde apetece estar e deixar passar o tempo, pela emoção que nos trazem, pelas lágrimas que se trasformam em alegrias, pelas coisas que se transformam em pinturas na nossa alma! Tenho encontrado alguns espaços assim, agora que tenho tempo de voltar a sonhar... o teu espaço é um deles!

miak disse...

Descobri sem querer...

mixtu disse...

Sonhar um sonho é perder outro (...)
Cada sonho é um desistir de outro sonho
(...)
Que quero eu ser? Eu que desejo qu´rer?
(...)

* Álvaro de Campos, saltando de verso em verso... só assim o sei ler...

Nostalgia infinita... disse...

EScreves muito bem.
Trancreves com palavras cheias de ternura e muito amor.
O que desperta sentimentos a quem te lê.
Ainda bem que gostas de escrever muito.
Gostei do que li.
Que tenhas um bom dia "cúmplice" no crime de que falas no teu comentário a um texto meu.

joão vidal

Canephora disse...

Podias...
ser o vento que leva a fragrância das flores;
ser o sol que se esparrama na mesa do pequeno almoço;
podias ser o canto dos pássaros ou o murmurar das ondas...
mas és a Ni, a doce Ni
que nos habituou a ficar aqui...
quietos, calados
escutando, aprendendo

Obrigado!

☆Fanny☆ disse...

"Quando souberes ler o jardim de ventos suaves e (e)ternos que há em mim..." Que lindo Ni*! Esse teu jardim tem aromas misteriosos,tem flores de versos que tu plantaste no coração das estrelas...e onde nós vamos colher os mais lindos brilhos da tua alma.

Ah como eu gosto de te ler e de te sentir!

Um beijinho azul no teu coração*

Fanny